Blog Boniteza,

Antes e depois do style coaching

Ilustração: Kim Gyusel

Ilustração: Kim Gyusel

Antes da vida de style coach

  1. Eu queria ser inteligente, bonita não.
    Foi chão pra entender que não existe uma fonte finita de qualidades. E dá pra ser inteligente, bonita e mais um tanto de coisa.
  2. Eu não gostava de moda. Eu achava fútil.
    Até que alguns episódios foram me mostrando que não era bem assim.
    Quer um exemplo? Um dia tomei chamada do chefe porque não estava vestida de acordo com o cargo de advogada. Eu tava com uma calça preta meio larga e desbotada e uma regata bege, com começo de bolinha de uso sabe? Cabelo preso num coque com lápis (yep) e zero maquiagem. Zero. Quem me viu e quem me vê.
  3. Eu não gostava de comprar roupas.
    Trabalhando das 9h00 as 18h00, emendando faculdade que ia até as 22h40, sobrando malemá sábado e domingo, aaacha que eu ia atrás de loja? Só quando não tinha o que vestir, literalmente.

Após o style coaching

  1. Moda é ferramenta.
    Ela pode ser superficial ou profunda, vai do uso que se faz.
  2. Moda é que nem inglês fluente.
    O mundo diz que domina, mas nem todo mundo realmente entende. E quem faz bom uso se dá bem.
  3. A forma como você já se veste comunica algo, quer você queira ou não.
    Meu trabalho é fazer com que seja algo que te favoreça, sempre.

Clique aqui e entenda como funciona o style coaching ou fale comigo que te conto mais!

01

0

writer

The author didnt add any Information to his profile yet


Insights de como relacionar moda e comportamento in a very smart way, fresquinhos na sua inbox aqui:



Siga @boniteza no Instagram